por Lucas Ferreira

Criado e escrito por Antony Johnston e ilustrado por Sam Hart a Graphic Novel Atômica A Cidade Mais Fria (originalmente publicado como The Coldest City) chegou ao Brasil junto com sua adaptação para as telonas em uma bela edição luxuosa capa dura pela editora Darkside em seu novo selo exclusivo para quadrinhos.

No final da guerra fria, Lorraine Broughton agente do MI6, enviada para parte ocidental de Berlim, com a ajuda de David Percival (BER-1), tem a missão de resgatar a lista com nome e cargo de todos os agentes que estão em atividade em Berlim antes que caia na mão da KGB ou de outro serviço secreto. Sua missão começa dias antes da queda do muro de Berlim, após o agente britânico James Gascoine (BER-2), que estava negociando a lista com LUNETA (SPYGLASS no original), ser assassinado.



Transitando entre o passado e o presente, a história começa com Lorraine em um interrogatório após sua missão, relatando a sua versão dos acontecimentos na cidade mais fria, no meio de conspirações de agentes duplos e mercenários que atendem pelo nome de Homens de Gelo. Sem saber em quem confiar, nem mesmo em seu parceiro BER-1, busca o auxílio de pessoas fora MI6, se relaciona com um agente francês para conseguir informações, a agente Broughton usa todos os meios possíveis para sobreviver até localizar a lista.

Antony Johnston soube construir a trama com uma investigação cheia de detalhes que se copilam no final da Graphic novel em um rápido plot-twist, Sam Hart ilustra a HQ em PB com uma arte noir bem minimalista, trabalhando com luz e sombra e cenas impactantes focando nas expressões dos personagens.

A edição da Darkside ter um ótimo acabamento, a única cor que encontrada na HQ é o rosa no arame farpado ilustrado na página de guarda e o maior destaque é a capa que diferente da edição importada relançada com a capa inspirada no filme. A editora trouxe uma capa exclusiva para edição brasileira, mas infelizmente pecou em não fazer marcações nos diálogos em alemão/russo, jargões e siglas explicadas no glossário que ficou escondido no final da Graphic Novel.



Diferente da adaptação em longa metragem produzida por Charlize Theron com cenas de ação em plano sequência de tirar o fôlego, a Graphic Novel traz diálogos mais carregados, tendo apenas uma cena rápida de conflito corpo a corpo. Atômica é uma ótima HQ para quem está procurando uma história de espionagem habituada na guerra fria.

Comentários

Copyright © 2017 Tapioca Mecânica.
Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Luke Design Studio




Copyright © 2017 Tapioca Mecânica.
Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Luke Design Studio

Share This